Em reunião nesta terça feira (16) patronal ignora contra proposta dos Radialistas e apresenta outra

Campanha Salarial 2019
Tipografia

Foi realizada nesta terça feira (16), a reunião entre os Sindicato Patronal x Sindicato dos Trabalhadores, onde a expectativa dos trabalhadores era obter uma resposta à contra proposta apresentada ao sindicato patronal. Proposta esta, que foi construída pelos trabalhadores nas últimas assembleias realizadas entre os dias 24 e 28 de junho. 

Nesta reunião os patrões informaram que receberam a contra proposta dos radialistas e, sem justificar a negativa da mesma, apresentaram o que, segundo eles, seria uma nova proposta patronal para assinatura da convenção coletiva. Acompanhe abaixo o que foi apresentado, como destaque, entre outras:

. Mantiveram todas propostas de retirada de direitos. Quem têm horas extras e outros adicionais não receberão as diferenças salariais de maneira integral.

. Fim do quinquênio ou seja, quem adquiriu o direito até 31/04/2019 recebeu 3%, a partir de 01/05/2019, nenhum trabalhador receberá quinquênio e aqueles que recebem estes valores serão congelados.

. Estabilidade: modificaram a redação do parágrafo 3º, que já havia consenso entre as partes, que permitia a indenização do período de estabilidade, desde que houvesse concordância do trabalhador. Na contra proposta  patronal quem decide é  o patrão, independente da vontade do trabalhador.

Correção salarial

A partir de julho de 2019, o reajuste de 7,696% incidirá sobre os salários de maio de 2018 (sem retroativo), podendo ser compensadas antecipações concedidas neste período.

Retroativo

Os patrões não  querem pagar o retroativo de maneira correta.

Piso Salarial

Capital.........................................................   R$ 1.737,00

Cidades com mais de 80 mil habitantes ....   R$ 1.537,70

Cidades com menos de 80 mil habitantes..   R$  1.254,34

Vale Refeição

Todos os trabalhadores com jornada de até 4 horas, perderão o direito ao vale refeição.

As demais cláusulas econômicas, seriam reajustadas em 7,696%, válidas a partir da assinatura.