Sindicato solicita ao governo do estado a inclusão dos radialistas no grupo de prioridade para vacinação contra Covid-19

Notícias
Tipografia

oficio covid vacinação

Como atividade essencial, pelo Decreto 10.288/2020, que define as atividades e os serviços relacionadas ao serviços de imprensa e comunicações, no combate à pandemia do novo coronavírus, o Sindicato dos Radialistas encaminhou ofício ao governo do estado para solicitar a inclusão dos radialistas como grupo prioritário para vacinação contra Covid-19.

O Sindicato também encaminhou à todas as empresas de Rádio e TV no estado de São Paulo e também ao Sindicato patronal, uma circular de comunicação para informar que foi solicitado ao governo do estado de São Paulo a inclusão dos radialistas no grupo prioritário de vacinação, pois desempenham atividades essenciais junto a população. O envio da circular foi para que as empresas de Rádio e TV, bem como o sindicato o patronal, reforcem a solicitação junto aos órgãos governamentais.

O decreto que define como essenciais os serviços de todos os meios de comunicação e divulgação disponíveis, incluídos a radiodifusão de sons e de imagens, a internet, os jornais e as revistas, além dos veículos de comunicação públicos no âmbito federal, estadual, distrital e municipal, e preserva o princípio constitucional da liberdade de expressão.

Com o decreto, os profissionais de comunicação tem total de liberdade de circular em qualquer parte do território brasileiro para exercerem suas atividades profissionais, sem impedimento, tomando todas as medidas necessárias para conter e não haver a propagação do coronavírus.