Morre aos 68 anos o companheiro metalúrgico e dirigente da Intersindical Eliezer Mariano da Cunha

Notícias
Tipografia

IMG 8497 683x1024

Metalúrgico de profissão, liderança sindical dos Metalúrgicos em Campinas, integrou a Intersindical como forma de somar forças em nossa luta de classes. Eliezer faleceu de infarto fulminante na tarde desta segunda-feira (18). 

Eliezer Mariano da Cunha tem história. E sua história se confunde com os mesmos objetivos dos grandes homens da história em defesa da justiça social e do espírito que move todo ser humano em busca da felicidade.

Foi trabalhador rural na infância, na juventude se profissionalizou como metalúrgico em Campinas e integrou a Pastoral Operária, seguimento da igreja Católica, que organiza os membros da Igreja a se empenharem pela integração de sua fé com a luta por justiça social. Nesse período, junto com outros trabalhadores metalúrgicos, participou das eleições sindicais em que derrotaram a chapa de situação, que não fazia nada pela categoria. 

Além do movimento sindical, também contribuiu para a construção do Partido dos Trabalhadores e da Central Única dos Trabalhadores com objetivo de instrumentalizar a classe dos trabalhadores, carentes, na época, de instâncias que pudessem representá-los em sua essência. Com o desvirtuamento dessas organizações políticas, Eliezer contribuiu muito e fortemente, na organização política da Alternativa Sindical Socialista (ASS) e na construção da Intersindical - Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora.

O coração do camarada Eliezer parou, mas seu espírito de luta e motivação continua entre nós.

Os funcionários e diretores do Sindicato dos Radialistas envia aos familiares, companheiros do sindicato dos Metalúrgicos e da categoria, bem como aos camaradas da Intersindical protesto de estima, consideração e solidariedade.

Companheiro Eliezer, presente! Agora e sempre.