Termina o 5º Congresso Internacional sobre Ciências do Trabalho, Meio Ambiente e Saúde com lançamento de Carta Pública

Notícias
Tipografia

O 5º Congresso Internacional sobre Ciências do Trabalho, Meio Ambiente e Saúde  lança Carta Pública sobre o desmonte e ataque aos direitos dos trabalhadores

 

Entre os dias 27 e 31 de agosto o 5º Congresso Internacional sobre Ciências do Trabalho, Meio Ambiente e Saúde reuniu profissionais, militantes, ativistas e estudantes das áreas do Direito, da Saúde, do Trabalho, da Sociologia, da Economia, do Meio Ambiente e das Comunicações.

Alguns dirigentes do Sindicato dos Radialistas tiveram participação, bem como alguns trabalhadores da base da categoria dos radialistas, também. Dentre esses trabalhadores, Augusto (nome fictício) afirmou que foi de grande valia sua participação, pois além de obter novos conhecimentos, algumas informações lhe chamaram mais atenção, recorda. "A afirmação do professor José Dari Krein me chamou a atenção porque realmente é o que noto no meio em que trabalho. Ele afirmou que 'os trabalhadores não estão reconhecendo mais seu colegas de trabalho como parceiros, mas sim as empresas onde trabalham", relata. José Dari Krein é professor da Universidade Estadual de Campinas, possui mestrado e doutorado em Economia Social e do Trabalho além de possuir graduação em Filosofia pela Pontificia Universidade Católica do Paraná e foi um dos oradores do evento.

Agusto* relata, ainda, outras afirmações de participantes do evento, que fez questão de anotar; "como a de que o trabalhador atual é comparado ao do século XIX e de que o país chegou a número de 63 milhões de pessoas endividadas com cartões de crédito e cheque especial gastos quase que, exclusivamente, para sua sobrevivência", relata.

Já Robson Shimizu, diretor do Sindicato dos Radialistas, percebeu nas discussões que há diferenças na atuação da Justiça em relação aos trabalhadores. "No congresso foi possível entender como uma parte do Justiça está ao lado do trabalhadores e contrário à reforma trabalhista e da terceirização, pois a precarização no mundo trabalho é imenso para os trabalhadores, além da preocupação com a reforma da seguridade social", relata.

Também foi discutido no Congresso a forma com que o atual governo tem tratado os mecanismos de regulação e investimento na área do trabalho e seguridade social. 

Ao final do evento, os congressistas aprovaram uma carta pública chamada Carta 2018, que faz críticas e alerta a situação cada vez mais precária com que os trabalhadores brasileiros tem se submetido ao desinteresse do governo Temer em garantir os direitos dos trabalhadores, conquistados ao longo de anos. A carta tambem contém o posicionamento dos congressistas em favor da revogação da Lei 13.467, de 13/07/2017, que definiu a Reforma Trabalhista.

Clique aqui e tenha acesso ao conteúdo da Carta 2018, aprovada no 5º Congresso Internacional sobre Ciências do Trabalho, Meio Ambiente e Saúde.