Nota de Falecimento do radialista Franco Neto

Notícias
Tipografia

Foto: Jornal Tribunal do Norte

Com informações da Jovem Pan

Faleceu nesta manhã de sábado (3), aos 79 anos, o locutor e radialista Omar Borges Franco, mais conhecido como Franco Neto. Franco era integrante da equipe da Rádio Jovem Pan na qual era funcionário da emissora desde 1972. Uma das particularidades do companheiro Franco Neto é de que foi ele quem deu o título para a Jovem Pan de "a rádio do Brasil".

Voz padrão da emissora, durante anos usou o bordão "repita" no programa radiofônico Jornal da Manhã, que firmou como uma marca. Nos últimos anos, apresentava o programa jornalístico Pan News.

Franco Neto era sócio do Sindicato dos Radialistas há décadas. Era amigo e companheiro de colegas de trabalho. Um perfeccionista na leitura e profundo conhecedor musical das músicas brasileiras e internacional. Um profissional exemplar.

Franco Neto nasceu em 24 de novembro de 1937, em Pindamonhangaba, e aos 15 anos de idade começou sua carreira de rádio-ator na Difusora. Ele passou também pela TV Record, TV Gazeta, pela Rádio Tupi e pela TV Bandeirantes.

O companheiro Franco estava no Hospital Total Core desde a última quarta-feira (31), quando sofreu uma crise de insuficiência cardiorrespiratória. Deixa 2 filhos e 4 netos. O Velório começa às 13h de hoje até amanhã às 11h e segue para Cemitério da Saudade, em Campinas, interior de São Paulo, onde ele será sepultado. 

Perfeccionista

Companheiro de rádio desde a década de 1960, Joseval Peixoto, lembra que o grande amigo de Franco Neto foi “absolutamente perfeccionista no capricho da leitura do texto até fora do ar”.

“Antes de ir para o ar, Franco tinha o cuidado de ler e saber a pronúncia correta dos nomes de todos os personagens que ele iria citar”, conta Joseval. Franco Neto teve o cuidado de ligar para o consulado sueco para saber pronunciar o nome do novo secretário-de Estado da ONU Dag Hammarskjöld.